27/11/2015 | 19:10

Aneel facilita regra de troca com distribuidora e espera 1,2 mi de cliente produzam sua energia

Em mais uma ação que visa a eficiência energética e a geração própria, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou neste mês inovações e benefícios no Sistema de Compensação de Energia Elétrica, pelo qual consumidores que instalem pequenos geradores em suas residências possam trocar energia com a distribuidora local.

Com as regras mais flexíveis, a Aneel prevê que até 2024 cerca de 1,2 milhão clientes em todo o país passem a produzir sua própria energia.

O objetivo do sistema é reduzir o valor fatura de energia elétrica desses clientes. O uso de qualquer fonte de energia renovável (eólica, solar e outras) será permitido, segundo as novas regras que começam a partir de 1° de março de 2016.

Uma das novidades é que, quando a quantidade de energia gerada em determinado mês for superior à energia consumida naquele período, o consumidor ficará com créditos, a serem utilizados na diminuição da fatura nos meses posteriores.

O prazo de validade dos créditos passou de 36 para 60 meses, sendo que podem ser usados para abater o consumo em unidades consumidoras do mesmo titular situadas em outro local, desde que na área de atendimento de uma mesma distribuidora. Esse tipo de utilização de crédito foi denominado “autoconsumo remoto”.

Outra inovação é que a energia gerada pode ser repartida entre os condôminos em porcentagens definidas pelos consumidores.

A Aneel criou ainda a figura da “geração compartilhada”, possibilitando que diversos interessados se unam em um consórcio ou em uma cooperativa, instalem uma micro ou minigeração distribuída e utilizem a energia gerada para redução das faturas dos consorciados ou cooperados.